Promoção Dia dos Namorados – Picnic Vintage

Promoção picnic vintage

Alerta Promoção!

Eu tenho uns dois ou três post aqui sobre dia dos namorados, isso aconteceu porque vi que muita gente encontrava meu blog ao procurar dicas de presente. Era até engraçado as buscas “o que dar para minha namorada?” “o que dar de aniversário de 18 para minha namorada” “como fazer uma surpresa de dia dos namorados”. Coisas assim!

Então seguindo essa linha de postagem que há anos faço aqui, venho fazer um convinte as minhas leitoras e leitores.

Estou com uma promoção bafônica de Dia dos Namorados, as vagas já estão preenchidas mas abrirei vagas exclusivas para quem tiver achado a promoção aqui pelo blog! Vamos lá!

11.06.2016 e 12.06.2016. Bosque da Barra

anna stavale fotografia

Sabe aqueles lindos piqueniques que a gente baba no Pinterest e no Tumblr? Imagina só passar o Dia dos Namorados nesse cenário nostálgico e romântico, com direito a deliciosos muffins, taça de vinho e lembrancinha? Agora o que era sonho e inspiração vai ser real com essa fofíssima e fortíssima promoção!

picnic vintage

picnic vintage
Nesse dia dos namorados, a gente te dá o presente, uma lembrança pra vida toda: Ensaio Fotográfico com cenário exclusivo por somente 200 reais (sim, não piramos, é menos que a metade do preço!) Você traz o amor e nós levamos a cesta e cuidamos de todo resto <3

picnic vintage

SOBRE O ENSAIO
Ensaio fotográfico com dois fotógrafos de 1h de duração – Serão entregues 15 fotos individualmente e carinhosamente tratadas, em ARQUIVO DIGITAL disponível para o casal através de armazenamento em nuvem no nosso Drive, até o final do dia 15 de junho.

O ensaio fotográfico do tema pré-estabelecido (piquenique vintage) terá horário marcado definido previamente de acordo com a disponibilidade dos fotógrafos e dos interessados na promoção do ensaio. Sendo 4 vagas (4 casais), duas no horário da manhã e duas no horário da tarde.

Dia e local pré-estabelecidos: 11 de junho e 12 de junho (Dia dos Namorados) no Bosque da Barra (Parque Chico Mendes) na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro

picnic vintagepicnic vintage

TFGS Day! (7 on 7): Abril

pascoa

Olá, vamos para o segundo mês do projeto TFGS Day. Para quem entrou aqui agora e não sabe o que é eu falo sobre ele aqui! O tema do projeto, como já dito anteriormente, é fantasia.

Eu queria ter preparado umas fotos para o projeto desse mês, mas eu simplesmente esqueci completamente, daí vi a publicação da Pri no facebook e lembrei… Então, não venho no TFGS Day com fotos, mas aproveito para celebrar o mês de Abril com ilustrações vintage com temática de páscoa :)

Já havia visto lindos cartazes e postais antigos de páscoa em uma lojinha em Londres, fiquei encantada com eles, essas ilustrações estilo vitorianas da páscoa são muito apaixonantes! E como adoro posteres e postais antigos aproveitei para pesquisar essas ilustrações na internet e trazer isso no TFGS Day desse mês de abril <3

vintage easter postcard3

164663548576766820FTJZHKrc

easter5

EasterGreetingsVictorian_03

TFGSday

vintage Easter2

Easter-Chicks-Car-Image-GraphicsFairy

Agora confiram a postagem inspiradora da fadinha Allana para o TFGS Day :)

 

Summertime pics & playlist

8479236365_f9bf754d9d_c

Bom, daqui a pouco o verão acaba e eu não vejo a hora disso acontecer. Infelizmente (e felizmente) esse ano será mais um daqueles que terei dois verões, pois vou viajar em julho.

Esse é um post sazonal, uma compilação de fotos que tirei e uma seleção de músicas que fiz, músicas boas para o se ouvir nesse calor dantesco do verão, pelo menos ajudam o verão a ficar mais feliz.

E agora a trilha sonora, lista de músicas para de verão:

Frozen Orange Juice – Peter Sarstedt

Baby – OS Mutantes

Hey boy – Os Mutantes

Going Calofornia – Led Zeppelin

Twisting By The Pool – Dire Straits

Swing de Campo Grande – Novos Baianos

Verão do Cometa – Sá e Guarabyra

Campanha de incentivo à leitura

campanha

Olá, venho aqui essa madrugada responder a um “meme” que a Lari do blog Books and Donuts me indicou. Achei esse meme bem interessante, porque ele não é muito longo e também não apela pra a chatice do demasiado pessoal, que tem outros memes por aí, que acabam por lembrar mais cadernos de pergunta (acho que quem tem menos de 18 anos hoje, não deve ser da época dos cadernos de pergunta).

Mas vamos lá:

Regras:

– Responder a pergunta: Qual livro você indicaria para uma pessoa começar a ler?.
– Indicar 10 blogs para fazer o meme – é expressamente proibido oferecer o laço ‘a quem quiser pegar’ sem indicar seus blogs primeiro. Ou seja, é somente por indicação.
– Avisar os blogs que você indicou e colocar a imagem no seu blog para apoiar a campanha.

– Qual livro você indicaria para uma pessoa começar a ler? –

Eu indico Guerra e Paz de Tolstoi porque… Hahahaha, não, não! Brincadeira!

Vou indicar dois livros bem diferentes entre si, um é um livro infanto-juvenil delicioso, ótimo para crianças e adolescentes pegarem o gosto pela leitura; e o outro é um livro adulto e clássico da literatura mundial. Resolvi escolher esses dois pela minha própria experiência com eles: Foram os primeiros livros (sem figuras, rs) que eu li! 

1 – Saga HARRY POTTER – J.K. Rowling

harrypotter1

Acho que não há um livro infantil que tenha roubado tantos corações assim pelo mundo! Eu comecei a lê-lo quando tinha 11 anos e não parei mais. Minha mãe se fascinou pela história também e hoje é fã número um, mais fã até do que eu. Eu resolvi indicar esse livro para todos a partir dos 8 anos porque ele é ótimo para iniciar a leitura na infância e na pré-adolescência. Sua temática é envolvente, a forma é simples porém não é simplória, você entra dentro da história e vira o melhor amigo dos personagens, tem todos aqueles apelos mágicos e de enredo que prendem até o leitor mais disperso… Não tem como parar!

Quando você assume um compromisso com Harry, você não está assumindo apenas com um livro, mas sim com a história completa composta por 7 livros. O volume de paginas não vai assustar justamente pelas primeiras aventuras possuírem menos páginas, em torno de 300 e poucas. Depois o volume aumenta e aumenta, o 5º livro da série é o mais grosso, mas o leitor nem sente, pelo contrário ele já fica sedento pelo próximo livro.

Outra coisa que acho super importante na saga Harry Potter – e um dos maiores motivos para achar que é o melhor livro para alguém começar a ler – é que sua trama cresce! Assim como o protagonista cresce ao longo dos livros (que são divididos em anos escolares de Harry) o enredo cresce junto! A história vai ficando mais complexa, os livros vão engrossando e a temática fica mais séria, mas sem perder o lúdico e a fantasia. Pois magia é o que mais tem e encanta em Harry Potter, afinal é um mundo mágico! A história começa com descoberta de um mundo novo para um menino que era relegado pelos tios e tido como esquisito, depois ela se torna algo muito maior do que “hocus pocus” e maniqueísmos. Ela envolve diversos sentimentos, viradas com os personagens, conspirações políticas, etc. Acho que é uma história completa, ela diverte e tem uma qualidade excelente. 

É um universo cativante, você ri, chora, torce, vibra, fica inconformado. É algo feito para ter realmente uma legião de fãs, não é a toa que o tem.

UK 607[menor]

2 – O RETRATO DE DORIAN GRAY – Oscar Wilde

doriangray2

Esse é um livro mais complexo, mas acho que as pessoas não devem temer a literatura mais adulta. Eu indico essa obra para novos leitores a partir dos 14 anos. Livros de fantasia, como o Harry Potter, o Senhor dos Anéis, Nárnia (esse último eu não li), em geral são incríveis, estimulam, envolvem e divertem. Mas outros tipos de literatura também envolvem e divertem, e o melhor: deixam um quê de algo mais. Esse algo mais pode ser diversas coisas, uma frase que te emocionou ou te causou uma repulsa, um personagem que ao mesmo tempo te assusta, te fascina e um enredo que te faz pensar sobre diversas coisas abstratas. Acho que O Retrato de Dorian Gray é um livro muito bom para começar a se aventurar nos livros ditos clássicos da Literatura.

Eu li esse livro com 13 anos, acho que ele mudou minha vida. Para começar eu adorava aquela edição linda em capa dura vermelha. Eu gostei tanto da experiência desse livro que até hoje é o meu favorito, corri para ler tudo que tinha pela frente do autor, Oscar Wilde virou meu ídolo, minha referência. O livro trata de questões estéticas e morais, fala sobre juventude, beleza, arte, vaidade, egoísmo, a sociedade aristocrática inglesa, seus costumes e sua moral – e a tudo isso critica de forma irônica, debochada, contundente e deliciosa!

Foi muito instigante para mim, estremeci com o último parágrafo. Admito: ao relê-lo mais tarde com 18 anos, a leitura me foi bem mais proveitosa, mas acho que não é preciso esperar para ler um bom livro, esperar para quê? O Retrato de Dorian Gray não é difícil e prende a atenção do leitor, os diálogos são fantásticos também! Você não vai querer perde-los, realmente.

“There is no such thing as a moral or immoral book. Books are either well written or badly written. That is all” Oscar Wilde

~Indicando outros blogs para participar dessa campanha:

Outramentos

Mor Maeve

Ciao August

French Milk

Boneca Francesa

C’est la vie de Lu et Rafa en France

Top Five Stuff

Beijos e boa leitura ;)

Decoração: my christmas tree!

<3

[Atualizei o post com foto da árvore de dia!]

Oi amigos, chegou a época mais encantadora do ano: dezembro! E hoje vim aqui compartilhar como está a decoração da minha árvore de natal esse ano, através de algumas fotos que tirei dela. Além de dar algumas dicas/truques que acho importante, para ter ter uma árvore diva, diferente, sem ter que gastar bilhões com árvores rycas do Bazar das Flores.

natal2012

Que tal dar preferencia para algo além do tradicional vermelho e dourado? E uma árvore de outra cor, além do verde? Prata, rosa, vermelha, roxa, preta… e as árvores outonais então, que são as mais lindas? Mas tenha em mente que trocando a cor da sua árvore, você provavelmente vai ter que mudar todos seus enfeites! Pelo simples fato que tem coisas que NÃO combinam, e você não quer cometer um crime natalino, né? Meus enfeites são em maioria roxos (e tem rosa e prata também), já pensou o quão morto e péssimo ficaria numa árvore verde? Quando comecei a comprar as bolas roxas e os laços prateados logo entendi que tinha que aposentar minha linda árvore verde e comprar uma branca. O resultado foi outro! E dourado também não costuma ficar nada legal em uma árvore branca.  E não tem como motar uma decoração na base do prateado em uma árvore outonal sem ficar no mínimo estranho. E isso, claro, demanda aquele money do décimo terceiro que nem sempre podemos nos dar ao luxo para gastar com decoração natalina.

natal2012

Acho que o mais importante para uma árvore de natal bonita e original, é que ela combine com o ambiente que está inserida. Fico imaginando um ambiente todo clássico Luis XV com uma árvore toda Hi-tec, não rola né? Bonito é uma árvore que faça parte daquele espaço, esteja incluída na decoração daquela sala, e não apareça como algo muito externo.

Por exemplo, as cores da minha sala são: branca, vermelha e roxa, o piso é frio, os moveis e peças de decoração variam entre essas cores, mas a sala possui alegria e dramaticidade em estampas e bastante quadros. Então temos uma árvore que reflita essa energia. Eu uso árvore branca já há anos, a decoração dela começou com roxo e prata, para dar um tom gélido. Hoje, é mais alegre, com a entrada de bolas rosas e pisca-pisca de cores como azul e rosa, mas ainda predomina com os enfeites em roxo e com o prata, o que casa perfeitamente com a estética que temos no ambiente.

natal2012

Uma casa quente, com bastante madeira, no chão e nos móveis, ficaria melhor com uma árvore tradicional (verde/ou verde nevada com enfeites em vermelho e dourado), mas também com uma árvore no estilo outonal, com decoração em tons de laranja, ocre e verde claro, e/ou temática frutífera. Uma árvore mais gélida como uma toda branca, ou prata – já não me parece que combinaria com esse ambiente quente, que a madeira proporciona.  E uma árvore preta poderia ser pesada demais.  Em uma casa toda clean e minimalista, uma “árvore” mais conceitual é uma boa pedida.

natal2012

Uma boa dica para quem não tem grana para comprar essas árvores maravilhosa gordas, imensas, rycas, é distribuir aqueles enfeites já mais velhinhos de outros natais dentro da árvore! Assim você dá uma sensação de preenchimento e parece que sua árvore é bem mais gordinha do que ela realmente é. Outra alternativa é o festão da cor da árvore. Mas o que dá mais impacto e melhor visual de todos: Fitas caindo pela árvore! Pode ser um laço com pontas beeem longas, ou como eu fiz, já que já tinha o laço, comprei a fita cortei a quantidade que eu queria e prendi com arame junto ao laço do bico da árvore.

É bom a escolha de uma fita que não tenha uma cor muito forte, ou que seja mais transparente porque se não esconde todos seus lindos enfeites e abafa as luzinhas.

natal2012

Árvore vazia = depressão. Já parou pra pensar, você realmente precisa de uma árvore grande? Vejo muitas pessoas comprarem as de 1,80 até 2,50 e depois elas ficam vazias! É decorar uma árvore enorme dá trabalho e custa dinheiro, se você não vai fazer isso, então compre uma menor,  sério, vai ficar realmente mais bonita! É vantagem comprar enfeites grandes, pois assim, você precisará de muito menos e dará um ótimo efeito, ela estará preenchida e você não terá tanto trabalho/custo. Mas, é importante ver se sua árvore aguenta, nem todas tem aquele galho forte! Então tome cuidados com enfeites grandes.

Laços é sempre uma boa pedida para preencher a árvore, os meus foram Do It Yourself mesmo, eu e minha mãe (mas minha mãe que eu, admito) fizemos os laços, em 2004. Até hoje estão bonzinhos, é só saber guardar direito pra não amaçar tudo.

natal2012

Eu, tenho todos os tamanhos de enfeite na minha árvore, mas nada muito grande, porque além dos galhos não parecerem que vão aguentar muito bem, adoro pequenos detalhes! A cada ano compro mais enfeites, novos detalhes. Esse ano comprei bolas rosa claro diversas, além do pisca-pisca rosa. Comecei usando só luz branca, depois acrescentei o pisca-pisca azul, fiquei encantada! Daí esse ano como a árvore era maior que a outra, acrescentei também um pisca-pisca rosa.

Quando comecei com esse conceito de árvore, em 2004, quase não existia enfeites roxos no mercado! Lembro que paguei caro na loja Jou-Jou por umas bolas bem sem gracinhas e foscas. A medida que esse “preconceito” com o púrpura foi passando (hahaha), apareceu mais opções de bolas e demais enfeites no mercado. Hoje em dia, é fácil de se achar em qualquer Magal da vida, sem ter que pagar preço de lojinha de shopping por elas :)

natal2012

natal 2010

Esse ano troquei minha árvore por uma praticamente igual. Uso árvore branca já desde 2005, assumo que morro de vontade de mudar para uma estilo outonal, mas com ela teria que mudar todos os enfeites, então imagina $$$. Minha antiga árvore não tinha sido das mais baratas, mais também não era nenhuma dessas “de grife”, e por já estar amarelinha e com o pé meio ruinzinho resolvi aposenta-la. Saí a procura de uma igual: Branca, estilo canadense, 1.80 e resistente. Cadê que achei? Só achei umas bostinhas que eram bem menores e mais mingadinhas que minha árvore por mais de 180 reais – conclusão, não valia a pena. Para o meu desespero ainda achei árvores gordas, divas, rycas de 2 metros por 250, 300 nas Lojas Americanas, porém VERDES! Depressão, procurei todos os lugares e nenhuma árvore gordinha e branca! Estaria disposta a pagar mais caro se achasse algo bom, mas era 8 ou 80. Ou eram deprimentes ou eram as do Bazar da Flores custando mais de 500 reais, coisa que não dá pra se pagar né. Acabou que acabei achando uma legal no Saara. Não era A ÁRVORE, mas era a melhor de custo benefício. Custou 70 reais: branca e com boa altura de 2,10. Comprei feliz, poxa muito barato! Mas depois cheguei em casa e quis chorar, a achei a árvore muito anoréxica. Porém depois de montada e enfeitada: divou que nem a antiga! Nem parece que foi Made in Saara.

natal2012

 

Pro próximo natal eu prometo uma timeline natalina, tá bom?

Feliz montagem de árvore para todos vocês :*

Fisheye One: resenha e primeiro rolo.

Hoje vou falar um pouco da câmera Fisheye One da Lomography, e o que aprendi depois de revelar o primeiro rolo desse brinquedinho fofo.
Antes de fotografar com ela, e posteriormente antes de buscar as fotos reveladas na lojinha, fiquei muito ansiosa fuçando na internet atrás de dicas, curiosidades e respostas as minhas indagações sobre a Fisheye One. Descobri muitas respostas para dúvidas sobre fotografia no blog Queimando o Filme. Então resolvi fazer um post aqui no meu blog para ajudar pessoas que como eu gostariam de saber mais sobre a câmera pelos próprios usuários dela.

Ganhei a Fisheye One modelo Vanilla do meu namorado de presente de aniversário / dia dos namorados *__*

(embrulho e caixinha da câmera)

2012-08-25_17-15-57_125[2] - Cópia

SOBRE A COMPRA

Meu namorado comprou na loja virtual do site. Mas, no final não foi boa ideia, porque o frete é alto (20 reais de frente) e depois achamos o modelo que eu queria (Vanilla) na livraria da Travessa do Barra Shopping,. Eu antes havia procurado no Centro e não achei nenhum modelo legal e ficamos com preguiça de ir a loja física da Lomography porque moramos BEM longe.

Mas a dica é:  as câmeras da Lomography são vendidas nas livrarias da Travessa (vende acessórios e filmes também), e para quem mora no Rio de Janeiro e em São Paulo tem as próprias lojas da marca. A loja do Rio fica em Copacabana.

CUSTO BENEFÍCIO DA CÂMERA

Sinceramente? É preciso saber que a Fisheye, tanto a no.1 quanto a no.2, assim como outras câmeras da Lomography, tem um preço muito alto pro que realmente deveria ser! Daí, você pensa: “ah, mas cem reais numa câmera não é muito”. É sim, sendo ela totalmente básica, sem nenhum recurso e toda feita de plástico. Você quando adquire uma câmera dessas tem que entender que ela é um brinquedo, não é a toa que são chamadas Toys Cameras, para você se divertir sem muita pretensão, afinal o charme da lomografia são justamente os defeitos especiais pela baixa qualidade das lentes de plástico, elas são feitas para serem zuadas mesmo. Então quanto você pretende gastar nessa brincadeira?

Eu achei um bom investimento a Fisheye One porque curto muito o efeito das lentes fisheye, e curto fotografia analógica, se pensar que essas lentes para DSLR são muito caras, e que eu não tenho money nem para ter uma câmera profissional boladona, muito menos para ainda investir em lentes, ter esse recurso numa compacta analógica de lente lixa por 130 reais foi legal (o que custava na época da compra). Tirando que a câmera é toda linda e a experiencia analógica é nostálgica e mágica. Não achei vantagem, apesar de bons recursos, ter uma Fisheye no.2, é claro que ela é melhor e tem como você ter um pouco mais de controle… Só que por mais cem reais ainda mais cara? Acho no mínimo um roubo. E para fazer dupla exposição com a sua Fisheye One, tire o rolo e coloque-o novamente! Não é prático que nem ter um botão, mas as vezes é até mais divertido!
Porém, essas câmeras só custam esse preço por conta da “grife”, pelo designer, pelo apelo da marca da moda, e da onda cultzinha da lomografia que está no momento.

Muito Importante! ESCOLHENDO SEU FILME: QUANTO MAIS ALTO O ISO MELHOR

Eu já sabia pela própria informação do site que essa câmera precisa de um filme com alto ISO/ASA, então comprei o Kodak Ultramax 400, porque é o filme de alto ISO fácil de se achar em qualquer lugar. Porém, quando fui pegar as fotos reveladas, a grande maioria ficou escura mesmo assim!

Fiquei triste porque fotografei de dia e mesmo assim ficaram escuras. O que aprendi: que mesmo com ISO alto essas câmeras de plástico sugam muita luz, então não basta fotografar simplesmente de dia em ambiente aberto, tem que ser NO SOL CARIOCA MESMO, realmente no sol! As fotos de tarde, mais pro fim da tarde saem beeem escuras, de noite só com flash, e o flash ilumina só o assunto bem próximo. Então você comprou uma fisheye? Vá a praia! Tenho certeza que num dia ensolarado suas fotos no parque e na praia vão sair ótimas! E fuja das sombras! A Dica é: Filtro Solar fator alto e ISO alto!

Uma boa é tentar um ISO 800, é muito difícil de achar, mas tem o próprio filme da Lomography, não comprei pra testar porque é meio caro pois vem 3 rolos de filme juntos no pacote, mas deve valer a pena sim. Alguém já usou? Faz muita diferença?

PÂNICO DA REVELAÇÃO MINILAB

Pesquisei lugares recomendados para revelar minhas fotos, porém, achei melhor primeiro testar como se saí os labs do meu bairro. Sintam aquele medo da desgraça total!
Aqui na Praça Seca tem dois lugares: A Bella Photo e a Vlad. Preferi ir na Vlad porque ela é muito, muito antiga mesmo, então confiei na tradição, afinal, minhas fotos da infância tem boa revelação e elas todas foram reveladas em labs daqui.

Aconteceu o que acontece mesmo: cortaram algumas fotos, e esse é o terror pra quem usa Fisheye ou Action Sampler. Felizmente só umas 3 ampliações vieram cortadas, mas já vi que é aquilo, é minilab e acontecerá de novo. Mas o preço foi ótimo mesmo! Será que se eu pedir para terem mais cuidado ajuda? Não. Próximo rolo testo em outro lugar, vamos ver…

(foto tosca do meu negativo)

ESCANEANDO

Tem lugar que escaneia pra você, se você tem um bom scanner com scanner de negativos em casa, você está no paraíso! Vale mesmo muito a pena. Agora se você, como eu, só tem a boa e velha multifuncional e não pretende gastar fortunas com um scanner de negativo, invista na pós-produção, com programas de edição, mesmo os bem básicos, você consegue concertar muito da qualidade e da cor da sua imagem! Mas existem várias gambiarras que você pode fazer para escanear seu negativo em multifuncional, ou até, ou até para fotografá-lo.

PRIMEIRO ROLO

Saíram poucas fotos e as que saíram ficaram ruins, e só uma que você realmente gostou? Relaxa isso é normal, primeiro rolo é uma experimentação mesmo, vai perder muita coisa.
Eu dei sorte das 36 poses saíram 34 :) Ou seja, ótimo aproveitamento. Mas aprendi com os resultados escuros que precisava de mais luz do que imaginava.

Encerro esse post com algumas fotos minhas que tirei com essa gracinha Fisheye One Vanilla, filme Kodak Ultramax 400, revelado na lojinha do bairro e escaneado em multifuncional mesmo, corrigido no Photofiltre

[Cláudio e eu]

[Essa foi uma das ampliações cortadas feiamente pelo laboratório. No negativo está bonitinho]

[E essa sou eu curtindo o verão inverno petropolitano e quem bateu a foto foi o escravo namorado]

Aqui é o link pra minha LomoHome e por hoje é só, pessoal.