Decoração: Plaquinhas

placas

Olá! Hoje vou fazer um rápido post de decoração. A inspiração de hoje são plaquinhas decorativas. Há vários tipos e maneiras diferentes de se usar placas na decoração da sua casa.

Dos meus passeios por aí trouxe algumas paquinhas de lembrança, primeiro começou a “Abbey Road NW8” um item indispensável para um Beatlemaniáco.

Comprei em na lojinha dos Beatles, situada em Baker Street e foi £10

plaquinha abbey road

abbey road nw8

Depois minha mãe comprou para ela uma plaquinha em Paris, lá em Paris vende-se placas com nome das suas ruas mais famosas, Saint-Germain des Prés, Champs-Elysees, etc. Tem vários tamanhos diferentes, e costuma vender nas barraquinhas na margem do Sena, o preço varia.

plaquinha champs

Essas duas representam o sinal de pedestres de Berlim, são da época da Berlim Oriental e até hoje permanecem, os bonequinhos de “pare” e “siga” viraram um dos símbolos da cidade! Assim como é a placa do Underground e o “mind the gap” em Londres.

plaquinha berlin

Comprei em uma lojinha lá na Unter den Linden, e foi 5 euros cada.

E aqui fica imagens de inspiração de decoração com placas, jeitos diferentes de se usar:

inspiração2

inspiração2

inspiração2

(imagens do Google Imagens)

Beijos.

Anúncios

Decoração: my christmas tree!

<3

[Atualizei o post com foto da árvore de dia!]

Oi amigos, chegou a época mais encantadora do ano: dezembro! E hoje vim aqui compartilhar como está a decoração da minha árvore de natal esse ano, através de algumas fotos que tirei dela. Além de dar algumas dicas/truques que acho importante, para ter ter uma árvore diva, diferente, sem ter que gastar bilhões com árvores rycas do Bazar das Flores.

natal2012

Que tal dar preferencia para algo além do tradicional vermelho e dourado? E uma árvore de outra cor, além do verde? Prata, rosa, vermelha, roxa, preta… e as árvores outonais então, que são as mais lindas? Mas tenha em mente que trocando a cor da sua árvore, você provavelmente vai ter que mudar todos seus enfeites! Pelo simples fato que tem coisas que NÃO combinam, e você não quer cometer um crime natalino, né? Meus enfeites são em maioria roxos (e tem rosa e prata também), já pensou o quão morto e péssimo ficaria numa árvore verde? Quando comecei a comprar as bolas roxas e os laços prateados logo entendi que tinha que aposentar minha linda árvore verde e comprar uma branca. O resultado foi outro! E dourado também não costuma ficar nada legal em uma árvore branca.  E não tem como motar uma decoração na base do prateado em uma árvore outonal sem ficar no mínimo estranho. E isso, claro, demanda aquele money do décimo terceiro que nem sempre podemos nos dar ao luxo para gastar com decoração natalina.

natal2012

Acho que o mais importante para uma árvore de natal bonita e original, é que ela combine com o ambiente que está inserida. Fico imaginando um ambiente todo clássico Luis XV com uma árvore toda Hi-tec, não rola né? Bonito é uma árvore que faça parte daquele espaço, esteja incluída na decoração daquela sala, e não apareça como algo muito externo.

Por exemplo, as cores da minha sala são: branca, vermelha e roxa, o piso é frio, os moveis e peças de decoração variam entre essas cores, mas a sala possui alegria e dramaticidade em estampas e bastante quadros. Então temos uma árvore que reflita essa energia. Eu uso árvore branca já há anos, a decoração dela começou com roxo e prata, para dar um tom gélido. Hoje, é mais alegre, com a entrada de bolas rosas e pisca-pisca de cores como azul e rosa, mas ainda predomina com os enfeites em roxo e com o prata, o que casa perfeitamente com a estética que temos no ambiente.

natal2012

Uma casa quente, com bastante madeira, no chão e nos móveis, ficaria melhor com uma árvore tradicional (verde/ou verde nevada com enfeites em vermelho e dourado), mas também com uma árvore no estilo outonal, com decoração em tons de laranja, ocre e verde claro, e/ou temática frutífera. Uma árvore mais gélida como uma toda branca, ou prata – já não me parece que combinaria com esse ambiente quente, que a madeira proporciona.  E uma árvore preta poderia ser pesada demais.  Em uma casa toda clean e minimalista, uma “árvore” mais conceitual é uma boa pedida.

natal2012

Uma boa dica para quem não tem grana para comprar essas árvores maravilhosa gordas, imensas, rycas, é distribuir aqueles enfeites já mais velhinhos de outros natais dentro da árvore! Assim você dá uma sensação de preenchimento e parece que sua árvore é bem mais gordinha do que ela realmente é. Outra alternativa é o festão da cor da árvore. Mas o que dá mais impacto e melhor visual de todos: Fitas caindo pela árvore! Pode ser um laço com pontas beeem longas, ou como eu fiz, já que já tinha o laço, comprei a fita cortei a quantidade que eu queria e prendi com arame junto ao laço do bico da árvore.

É bom a escolha de uma fita que não tenha uma cor muito forte, ou que seja mais transparente porque se não esconde todos seus lindos enfeites e abafa as luzinhas.

natal2012

Árvore vazia = depressão. Já parou pra pensar, você realmente precisa de uma árvore grande? Vejo muitas pessoas comprarem as de 1,80 até 2,50 e depois elas ficam vazias! É decorar uma árvore enorme dá trabalho e custa dinheiro, se você não vai fazer isso, então compre uma menor,  sério, vai ficar realmente mais bonita! É vantagem comprar enfeites grandes, pois assim, você precisará de muito menos e dará um ótimo efeito, ela estará preenchida e você não terá tanto trabalho/custo. Mas, é importante ver se sua árvore aguenta, nem todas tem aquele galho forte! Então tome cuidados com enfeites grandes.

Laços é sempre uma boa pedida para preencher a árvore, os meus foram Do It Yourself mesmo, eu e minha mãe (mas minha mãe que eu, admito) fizemos os laços, em 2004. Até hoje estão bonzinhos, é só saber guardar direito pra não amaçar tudo.

natal2012

Eu, tenho todos os tamanhos de enfeite na minha árvore, mas nada muito grande, porque além dos galhos não parecerem que vão aguentar muito bem, adoro pequenos detalhes! A cada ano compro mais enfeites, novos detalhes. Esse ano comprei bolas rosa claro diversas, além do pisca-pisca rosa. Comecei usando só luz branca, depois acrescentei o pisca-pisca azul, fiquei encantada! Daí esse ano como a árvore era maior que a outra, acrescentei também um pisca-pisca rosa.

Quando comecei com esse conceito de árvore, em 2004, quase não existia enfeites roxos no mercado! Lembro que paguei caro na loja Jou-Jou por umas bolas bem sem gracinhas e foscas. A medida que esse “preconceito” com o púrpura foi passando (hahaha), apareceu mais opções de bolas e demais enfeites no mercado. Hoje em dia, é fácil de se achar em qualquer Magal da vida, sem ter que pagar preço de lojinha de shopping por elas :)

natal2012

natal 2010

Esse ano troquei minha árvore por uma praticamente igual. Uso árvore branca já desde 2005, assumo que morro de vontade de mudar para uma estilo outonal, mas com ela teria que mudar todos os enfeites, então imagina $$$. Minha antiga árvore não tinha sido das mais baratas, mais também não era nenhuma dessas “de grife”, e por já estar amarelinha e com o pé meio ruinzinho resolvi aposenta-la. Saí a procura de uma igual: Branca, estilo canadense, 1.80 e resistente. Cadê que achei? Só achei umas bostinhas que eram bem menores e mais mingadinhas que minha árvore por mais de 180 reais – conclusão, não valia a pena. Para o meu desespero ainda achei árvores gordas, divas, rycas de 2 metros por 250, 300 nas Lojas Americanas, porém VERDES! Depressão, procurei todos os lugares e nenhuma árvore gordinha e branca! Estaria disposta a pagar mais caro se achasse algo bom, mas era 8 ou 80. Ou eram deprimentes ou eram as do Bazar da Flores custando mais de 500 reais, coisa que não dá pra se pagar né. Acabou que acabei achando uma legal no Saara. Não era A ÁRVORE, mas era a melhor de custo benefício. Custou 70 reais: branca e com boa altura de 2,10. Comprei feliz, poxa muito barato! Mas depois cheguei em casa e quis chorar, a achei a árvore muito anoréxica. Porém depois de montada e enfeitada: divou que nem a antiga! Nem parece que foi Made in Saara.

natal2012

 

Pro próximo natal eu prometo uma timeline natalina, tá bom?

Feliz montagem de árvore para todos vocês :*

DIY: Quadro recordações de viagens

Resolvi fazer esse post para compartilhar uma ideia que minha mãe e eu tivemos para eternizar momentos vividos em viagens que fizemos no exterior. Então vai esse meu primeiro Do It Yourself de decoração!

Além de lembrancinhas de viagens que todos nós trazemos (tipo,foi a londres e trouxe um cofrinho de cabine telefônica), que tal decorarmos nossa casa com lembranças que sejam mais pessoais e menos genéricas? Existem coisas que fotos só não registram, e cá entre nós, quadro de fotos é tããão anos 90. Tudo o que você guardou do cotidiano de uma viagem é sua fonte primária para esse projeto para um domingo chuvoso:

Entradas de museus que você foi, ingressos de espetáculos que assistiu, mapas e prospectos dos lugares turísticos que visitou, um guardanapo diferente daquele restaurante ou pub que você amou! Cartões de embarque, bilhetes de trem, metrô, ônibus… até o identificador da bagagem que foi despachada! Tudo isso são lembranças do cotidiano vivido em uma viagem. E se você é uma daquelas pessoas que adora guardar tudo isso! Não deixe mais no fundo da sua gaveta até perder toda a cor e acabar indo pro lixo, isso tudo pode virar um quadro decorativo completamente original.

Esses são os meus! O primeiro eu fiz com material de minha primeira viagem a Europa, onde conheci Londres, Oxford, Edimburgo e Amsterdam. O segundo foi quando conheci Paris, Vale do Loire, Berlim e Praga.

Agora mãos a obra:

Matéria prima:

(eu usei até o oyster card no meu quadro! é um cartão estilo um rio card / bilhete único, e um cardápio de um pub que eu gostava)

Além de suas coisinhas, você pode usar cartões postais também! Acho super recomendável. Eu usei em meus dois quadros, e acho que fica super bonito, além de ajudar bastante a dar contextualizada geral.  O uso de prospectos e mapas dos locais visitados, e também os cartões postais, trazem alegria e cor a sua composição

I – É importante que você teste de várias maneiras, combinações antes de começar a colar. Tenha certeza, teste bastante, tenha em mente as medidas do quadro sempre! Corte algumas coisas para ajeitar, em lugares que ficaram vazios procure preencher. É quase que um quebra cabeça, pense na disposição das imagens também, para não ficar monocromático, e sim bem vivo, colorido e interessante: entre lugares que tem muito texto ou p&b procure alternar com algo mais colorido. Com a versão definitiva escolhida é hora de começar a montar o quadro.

Quando for dispor as imagens pense em planos: primeiro plano (coisas maiores), segundo plano (coisas menores). É importante para a hora fixar tudo. Cuidado para não ficar tudo muito retão, num padrão prédios da URSS! Disponha de forma criativa, as sobreposições te levaram a várias alternativas interessantes para seu quadro.

II – A cartolina deve ter o tamanho do vidro da moldura, resguardando a parte de encaixe dela.  De modo a pegar de ponta a ponta da carolina, faça com a fita dupla face uma cruz, e depois por cima faça um “X”. (Não use cola aqui! a cola pode estragar os papeizinhos, enrugar, rasgar, etc… O melhor é mesmo a fita dupla face). Depois por vá colocando as coisas que você selecionou, cole na cartolina primeiramente as figuras maiores, do primeiro plano, então depois destas afixadas, cole as que ficaram em sobreposição, essas serão coladas por cima – aí você poderá usar a cola ou continuar com a dupla face, a cola afixará melhor, porém deve-se tomar demasiado cuidado para a cola não pesar sobre o papel – lembrando que o vidro da moldura virá por cima, então tudo ficará devidamente preso contra o vidro, ou seja, não precisa ficar tudo bem grudadinho na cartolina.

Tem como fazer sem cartolina! Mas não é tão seguro… O primeiro quadro eu fiz, fiz sem uso da cartolina: colei a dupla face no mesmo esquema que descrito acima, direto no vidro.

III – Além disso, você precisará, obviamente, do material para a moldura do quadro (chave de fenda, parafuso e tal) e o prego e a furadeira para por na parede depois. Mas isso depende da moldura, existem as “sanduíches” (sanduíche de dois vidros) que é aparafusada direto na parede. Existem molduras de vidros com montagens diferentes, eu fiz com as que tinha aqui em casa, tenho várias delas aqui. Ela é composta por dois vidros uma moldura fina de aço escovado, as coisinhas que prendem a moldura e os ganchinhos para pendurar o quadro, e tudo isso se solta fácil – desmontar foi fácil, montar sempre me deu uma dorzinha de cabeça na hora de encaixar direitinho as pecinhas da moldura. Escolha, preferencialmente, a moldura de vidro com a montagem que pareça mais simples ou atraente para você.